[ editar artigo]

Tamanho não é documento: como escolher um influenciador digital para representar sua marca?

Tamanho não é documento: como escolher um influenciador digital para representar sua marca?

Com o advento das redes sociais o marketing de relacionamento ganhou um impulso e deve estar no radar das empresas que querem fidelizar seus clientes. O marketing de relacionamento cria e fortalece o vínculo entre sua marca e seu público alvo e é uma estratégia para conquistar fãs e clientes fiéis aos seu negócio.

E quando falamos em marketing de influência temos que mencionar as estrelas que contribuem para que essa estratégia traga resultados efetivos: os influenciadores digitais. Essas figuras que se tornaram celebridades no mundo virtual e que conquistaram milhares de seguidores podem dar uma guinada na divulgação da sua marca, produtos e serviços – independente do porte do seu negócio.

Um dos diferenciais dos influenciadores digitais é que eles exercem influência e se comunicam com um nicho bem específico. Por isso, podem atingir em cheio seu público-alvo com uma única flechada. No entanto, na hora de escolher um influenciador digital não adianta buscar o mais famoso, mas aquele que tem mais afinidade com o público que você deseja conquistar e engajar e, sobretudo, analisar seu perfil nas postagens. Escolha aquele que possui afinidade com os valores de sua marca. Essa segmentação do público é o grande chamariz do marketing de influência, já que o empreendedor investe suas fichas em quem realmente interessa para seu negócio, sem desperdiçar verbas com estratégias que não irão atingir seu alvo.

Nesse post vamos dar algumas dicas para você escolher o melhor influenciador para suas ações de marketing de relacionamento.

  1. Definição do público-alvo

Esse é o primeiro passo para criar qualquer estratégia de marketing. Você precisa conhecer quem é e quais são as necessidades do consumidor que quer impactar. Ao traçar esse perfil é hora de pesquisar quem são os influenciadores que cumprem os principais requisitos para dar voz e emprestar sua cara – ou seja, sua imagem – para determinada marca. Você consegue compreender a importância de contratar um influenciador alinhado aos seus interesses? Ele será um representante, um dos “garotos propaganda” da sua empresa. Daí a importância analisar a equivalência entre o influenciador e a audiência que pretende atingir. Essa identificação entre o público e o influenciador é a base de uma estratégia bem sucedida quando falamos de marketing de influência.

2.Destaque no seu segmento:

Contratar alguém com um número de seguidores equivalente a um Maracanã lotado em dia de decisão de campeonato brasileiro de nada vale se seu time não está disputando a final. Usando essa mesma analogia, é melhor optar por aquela personalidade que exerce liderança nos torcedores do seu clube, mesmo que ele seja pequeno e que não tenha alcance nacional. Trocando em miúdos, contrate para sua campanha alguém que seja relevante no seu segmento e que também esteja presente na região geográfica em que atua (proximidade). É melhor ter ao seu lado um influenciador com uma audiência menor, porém, qualificada. Ou seja: que consegue atingir em cheio o seu nicho de mercado.

Os influenciadores também são classificados conforme seu alcance (tamanho):

- Brandlovers: possuem um alto relacionamento com a audiência e alto interesse em sua marca.

- Microinfluencers: pessoas que conseguem passar confiança por divulgar apenas aquilo no que acreditam e produtos e serviços pelos quais se interessa.

- Macroinfluencers: são capazes de influenciar um grande número de pessoas.

- Celebrities: são personalidades da internet com alcance massivo.

3. Conteúdo autoral

Os influenciadores digitais são uma nova espécie de comunicadores e assim como os jornalistas dos veículos tradicionais constroem sua reputação graças ao conteúdo autoral que publicam em diferentes plataformas. É essa singularidade na emissão da sua opinião sobre assuntos variados que os fazem ganhar a confiança e o reconhecimento do público.  

O estudo “O Brasil e os Influenciadores Digitais”, promovido pelo Ibope Inteligência, aponta que 52% dos usuários de internet seguiam algum digital influencer, em 2019. Entre eles, 74% afirmaram fazê-lo pelo conteúdo com informação relevante e outros 53% porque as ideias ou pensamentos eram parecidos com os seus.  A pesquisa demonstrou ainda que metade dos entrevistados disse que já comprou algum produto ou serviço indicado por um influenciador.

Além da relevância e exclusividade dos conteúdos, o que os mantém no topo da audiência é a constância (regularidade) na produção. Um estudo realizado pelo site americano Convince e Convert demonstra ainda que o sucesso dos influenciadores está relacionado a diversidade de canais explorados por eles. Além de escrever e postar fotos, eles investem em vídeos e podcasts. Não importa o formato: o conteúdo abordado pelos influenciadores precisa ter identificação com sua campanha.

Você deve aproveitar a habilidade do influenciador na criação de conteúdo a seu favor e não apenas contratá-lo como mais uma mídia paga. Faça um raio x das publicações dele para pensar em uma ação inovadora capaz de estimulá-lo a criar um conteúdo feito por ele com exclusividade sobre sua marca e que vai gerar um engajamento enorme com sua marca.

A publicação do influenciador deve parecer mais natural possível para não ficar com cara de propaganda paga, mesmo se você optar por um “publis posts” (quando o influenciador vai cobrar um valor para publicar sobre sua marca).

É possível contar com upgrade do influenciador na sua divulgação de forma orgânica. Nesse caso, invista em um press kit memorável, capaz de provocar encantamento quando ele receber esse presente.

4.Engajamento: a importância da audiência qualificada

Não basta ser pop, ter um monte de seguidores, se não há engajamento nas postagens. Engajamento, aliás, é a palavra de ordem no marketing digital e pode ser definido com a forma e a intensidade que os seguidores reagem aos seus conteúdos. Seguidores engajados não interagem uma vez na vida e outra na morte: são assíduos e fazem questão de curtir, comentar e compartilhar. É claro que um influenciador não começa sua carreira com uma enxurrada de interações. Ao contrário, vai “escalando” à medida que conquista seus seguidores com conteúdo autoral e interessante. Engajamento é um processo que se desenvolve com estratégia e que não acontece do dia para noite.  Em resumo: antes de contratar um influenciador pelo número de seguidores avalie o relacionamento dele com seu público por meio dos comentários. Isso vai te ajudar a identificar se a audiência dele é real.

Entender a sua marca e definir a sua estratégia é o ponto chave para a escolha do influenciador digital ideal para as suas campanhas. Então, vamos lá! Junte sua equipe, faça um brainstorming e dê start no marketing de influência dentro da sua empresa

 

 

Empreendedorismo Rosa
Ler conteúdo completo
Indicados para você