[ editar artigo]

Será que sofremos da síndrome de excesso de futuro?

Por Tatiana Girardi

Por um instante que seja, você já observou que quase sempre não está de fato no momento presente? E que, por isso, deixa de aproveitar os momentos da vida em sua totalidade?

Sugiro que você se observe e perceba que, mesmo quando está em um momento bacana e importante, o quanto está pensando no que fará dali quinze minutos, meia hora, no dia seguinte, na semana que vem, e assim por diante.

Além disso, tenho percebido no meu dia a dia o quanto são fortes a angústia e a ansiedade, e quão grande é o “estrago” emocional em pessoas que sofrem em excesso pelo futuro. Afinal, o sofrimento é por algo que ainda não existe, por algo que não se controla, e é aí que as coisas se complicam.

Fonte da imagem: Google

Uma coisa é você focar na sua vida hoje, pois o hoje é o que você tem, de fato, para abrir caminho para o futuro. Outra coisa é você focar tanto no futuro e não traçar e alicerçar esse caminho. É como querer construir uma casa iniciando as obras pelo telhado.

É importante gerir o seu foco para o momento presente, pois, onde está a sua atenção, está a sua mente.

Quando percebo que estou sofrendo e ansiando demais pelo futuro e que, por isso, não estou no aqui e agora, faço duas coisas:

1. Medito: ressalto que se dividirmos a palavra meditação ao meio, teremos medit/ação, o que significa dizer que meditar é fazer todas as nossas atividades com plena atenção, com cem por cento de foco;

2. Tenho como mantra a frase: só por este momento, só por hoje.

Experimente exercitar o ensinamento de Buda: “Se você está descascando batatas, descasque batatas.”

Só por hoje, permita-se.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler conteúdo completo
Indicados para você