[ editar artigo]

Quando a arte expõe a desigualdade de gêneros

Quando a arte expõe a desigualdade de gêneros

Taylor Swift mais uma vez não brinca em serviço. No clipe de “The Man”, faixa do disco Lover, a cantora se transforma em um executivo com comportamentos machistas.

Confusão no trabalho, sentar no transporte público com as pernas abertas (o famoso manspread), urinar onde quiser e ficar histérico em uma partida de tênis para “caridade feminina” são as ações no enredo do clipe. Anos depois, ele se casa com a mulher de 20 e poucos anos que sempre quis, mas segue com as mesmas atitudes de outrora.

No fim do vídeo, o homem sai do set de filmagem para receber dicas superficiais da diretora. Também interpretada por Taylor Swift como tal, ela pede para que ele seja “mais sexy e mais adorável”, coisas normalmente pedidas para as mulheres em seus trabalhos.

O clipe também mostra o processo de maquiagem feito na cantora para ser o protagonista. Além disso, os créditos revelam que além de Taylor assinar a direção, roteiro e atuação, também é “propriedade” dela. Trabalho impecável de uma mulher que FAZ Acontecer. O trabalho ganhou o troféu do VMA 2020, como melhor clipe do ano. 

Tradução da música : "Eu seria complexo, seria descolado
Eles diriam que eu peguei todas antes de achar alguém para me comprometer
E não teria problema nenhum em eu fazer isso
Toda conquista que eu alcançasse faria você me achar ainda mais foda

Eu seria um líder destemido
Eu seria um tipo alfa
Quando todo mundo acredita em você
Como é isso?

Eu estou tão cansada de correr o mais rápido que consigo
Imaginando se eu chegaria lá mais rápido se eu fosse um homem
E estou tão cansada deles vindo atrás de mim de novo
Porque se eu fosse um homem, então eu seria o cara
Eu seria o cara
Eu seria o cara

Eles diriam que eu me esforcei, foquei no trabalho
Eles não iriam balançar a cabeça e questionar o quanto eu mereço isso
O que eu estava vestindo, se eu fui rude
Poderia ser separado das minhas boas ideias e dos meus atos destemidos

E eles brindariam a mim, oh, deixem os jogadores jogar
Eu seria como Leonardo DiCaprio em Saint Tropez

Eu estou tão cansada de correr o mais rápido que consigo
Imaginando se eu chegaria lá mais rápido se eu fosse um homem
E estou tão cansada deles vindo atrás de mim de novo
Porque se eu fosse um homem, então eu seria o cara
Eu seria o cara
Eu seria o cara

Como é se gabar sobre nadar em dólares e arranjar vadias e modelos?
E está tudo bem se você for mau
E tudo bem se você está com raiva
Se eu estivesse jogando meus dólares, me chamariam de vadia, não de fodão
Eles me pintariam como malvada
Então, está tudo bem eu estar com raiva

Eu estou tão cansada de correr o mais rápido que consigo
Imaginando se eu chegaria lá mais rápido se eu fosse um homem (você sabe disso)
E estou tão cansada deles vindo atrás de mim de novo (vindo atrás de mim de novo)
Porque se eu fosse um homem (se eu fosse um homem)
Então eu seria o cara (então eu seria o cara)

Eu estou tão cansada de correr o mais rápido que consigo (o mais rápido que consigo)
Imaginando se eu chegaria lá mais rápido se eu fosse um homem (ei)
E estou tão cansada deles vindo atrás de mim de novo (vindo atrás de mim de novo)
Porque se eu fosse um homem (se eu fosse um homem), então eu seria o cara
Eu seria o cara
Eu seria o cara (oh)
Eu seria o cara (sim)
Eu seria o cara (eu seria o cara)

Se eu fosse um homem, então eu seria o cara"

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler conteúdo completo
Indicados para você