[ editar artigo]

Qual sua profissão? Empreendedora!

Por Bárbara Stock

Sabe aquela sensação de paz, tranquilidade e tudo em equilíbrio e harmonia? Pois é, eu não! Nasci com um problema no cérebro (ironia), que não me permite descansar a mente um só segundo. Sim, eu conheço meditação e às vezes faço, mas quando saio dessa imersão, o meu cérebro trabalha mais e mais! Sou empreendedora, sou ligada no 220w, sou hiperativa, falo 300 palavras por segundo e penso em 500 coisas diferentes por minuto, às vezes acredito estar ficando louca de verdade (mas aí vejo algumas pessoas que me fazem ter certeza que ainda sou “normal”). Pertenço a uma “tribo” que em sua maioria tem esse perfil, os empreendedores.

Fonte da imagem: Trevisart

 

Quando comecei minha jornada de colunista, aqui no ER, minha missão era contar o dia a dia da minha vida de empresária/empreendedora e lá se vão 2 anos contando meus feitos e tombos também. Me abri com vocês como quem se abre para um analista, sem medo de julgamentos, apenas na intenção de poder tornar mais fácil o caminho de quem estivesse iniciando. Já pensei em desistir pelo menos umas 20 vezes (por baixo), já pensei em virar hippie umas 15 e em morar na montanha umas 10, mas aí me deparo com a realidade! Não conseguiria ficar 1 semana como hippie, nem nas montanhas e não suportaria carregar o peso de ter desistido de meus filhos lindos e em fase de crescimento (os projetos).

Muitos me dizem que quero abraçar o mundo e, por isso, ando tão atarefada; muitos dizem para eu abrir mão de alguma coisa (já viu mãe abrir mãe de um filho porque tem mais de um?). O Brasil precisa tirar essa visão ultrapassada de quem faz mais de uma coisa, não faz nada direito. E os grandes conglomerados? A questão é o seu foco, determinação, objetivo e principalmente trabalho! Quando mais nova (lá em meus 14 anos) tinha uma pessoa que me inspirava muito, e essa pessoa sempre me dizia para ter equilíbrio financeiro, não se pode ter uma bica que dê água, porque se a água acabar por um tempo, você passa sede. E esse é meu mantra de todos os dias, duas torneiras saudáveis enchem mais baldes de água, se uma torneira para, você enche menos, mas nunca para de encher!

Não é fácil, ao contrário. Estudo em dobro, me atualizo em triplo, aprendo coisas totalmente divergentes em quádruplo, analiso a “concorrência” em quíntuplo, mas também aprendo em dobro, me inspiro em triplo e quando me arrebento, faço isso em X vezes. Mas quer saber? Sou feliz assim! Quando me perguntam minha profissão, respondo: Empreendedora. E na grande maioria das vezes a pessoa fica esperando, como se eu fosse completar. Mas empreendedora já é completo! No Brasil, a palavra empreendedorismo e incentivo para tal arte estão no auge, mas os brasileiros em sua maioria ainda não entendem o que de fato é empreender. Não podemos julgar, em um país onde os mais velhos viveram em plena instabilidade econômica e inflação desmedida e que agora tudo isso voltou à tona, qual incentivo e confiança alguém pode ter para empreender? Pois é, podemos não ter uma vida totalmente estável escolhendo esse caminho, mas uma vida cheia de aventuras e sem senso comum também pode ser bem atraente e imensamente produtiva! Alguém concorda?

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler conteúdo completo
Indicados para você