[ editar artigo]

Mulheres se sentem sobrecarregadas durante isolamento social, diz pesquisa.

Mulheres se sentem sobrecarregadas durante isolamento social, diz pesquisa.

Uma pesquisa realizada pelo grupo Mulheres do Varejo com pessoas que trabalham de forma direta ou indireta na área mostrou como o impacto da pandemia do novo coronavírus se mostra diferente entre homens e mulheres profissional e pessoalmente. O levantamento mostrou que para 39% dos homens não houve medo nem pavor no início do isolamento social, enquanto apenas 18% das mulheres sentiram o mesmo.

As mulheres — um terço — também se cobraram mais no início com relação à produtividade, como participação em cursos e prática de exercícios físicos. 

A adaptação ao isolamento social para metade das mulheres e dos homens foi mais difícil no início, no que diz respeito a estabelecer uma nova rotina — as mulheres disseram se sentir mais sobrecarregadas. Para 1/4 delas, a maioria das tarefas domésticas ficou sob a sua responsabilidade, enquanto metade dos homens acredita que divide e continua a dividir as tarefas domésticas com as mulheres. A tarefa de cuidar dos filhos e ajudá-los nas aulas a distância, por exemplo, recai mais sobre elas. Dois terços das mulheres também relataram não se sentirem confortáveis e apresentaram dificuldades de conciliar a nova rotina de trabalho com as tarefas domésticas.

Embora metade dos homens ache que as mulheres estão dando conta, há a percepção de que elas estão trabalhando muito mais, somado a carga de tarefas doméstica. Pontos positivos Fazer atividades em família foi um dos pontos positivos do isolamento abordados por homens e mulheres. Para 1/3 das mulheres, práticas como a meditação também tem ajudado a passar pelo momento de turbulência. Outro ponto positivo abordado foi a mudança de prioridades: as mulheres disseram estar muito mais voltadas para seu interior, cuidando da saúde mental, bem-estar e alimentação.

As palavras que mais representam o momento atual para 2/3 das mulheres e 1/2 dos homens são: Esperança, Resiliência, Fé, Confiança, Empatia, Reflexão, Introspecção, Aprendizado e Autoconhecimento, enquanto palavras como Angústia, Estresse, Cansaço e Insegurança apareceram com menos relevância

A pesquisa foi feita em duas fases online, a primeira qualitativa —somente com mulheres — e depois quantitativa, com mulheres e homens. Em ambas as fases, houve uma mescla de participantes com filhos pequenos e jovens e sem filhos; com e sem ajuda doméstica e que estivessem em isolamento social ou saindo para trabalhar.

FONTE: UNIVERSIA

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler conteúdo completo
Indicados para você