[ editar artigo]

Favorito e com estrutura pronta, Brasil retira candidatura à sede da Copa do Mundo feminina em 2023

Favorito e com estrutura pronta, Brasil retira candidatura à sede da Copa do Mundo feminina em 2023

Favorito a sediar a Copa do Mundo feminina em 2023 e contando com uma estrutura praticamente pronta devido ao Mundial masculino de 2014, o Brasil anunciou na segunda-feira (8) a retirada da candidatura do país para receber o evento pelo fato do Governo Bolsonaro não ter dado as garantias necessárias para a realização do torneiro, segundo a CBF. A entidade afirma ter decidido apoiar a Colômbia para a realização do mundial feminino.

Em nota oficial, a CBF informou que uma “análise da Fifa sobre a documentação da candidatura brasileira considerou que não foram apresentadas as garantias do governo federal e documentos de terceiras partes, públicas e privadas, envolvidas na realização do evento”. A entidade disse ainda compreender tanto a posição da Fifa quanto a do governo brasileiro em meio ao que chamou de “momento excepcional vivido pelo país e pelo mundo”.

A CBF também citou o acúmulo de eventos esportivos recentemente realizados no país como um complicador para receber o evento. Recentemente, o país sediou algumas das maiores competições esportivas do mundo, incluindo o Pan-Americano do Rio-2007, a Copa das Confederações 2013, a Copa do Mundo de 2014, Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio-2016, a Copa América 2019 e a Copa do Mundo Sub-17 em 2019. Segundo a CBF, a experiência em tantos eventos seguidos não favorecia a candidatura brasileira, “apesar de serem provas incontestáveis de capacidade de entrega.”

A Copa do Mundo feminina nunca ocorreu na América do Sul, realizada desde 1991, ela já foi disputada duas vezes na Ásia (ambas na China), três na América do Norte (duas nos Estados Unidos e uma no Canadá) e três na Europa (Suécia, Alemanha e França). Agora nos resta torcer para que a Colômbia consiga se tornar sede para que tenhamos o maior evento do futebol feminino mundial em nosso continente.

A próxima sede será anunciada pela Fifa no dia 25 de junho. A CBF anunciou ainda que agora vai apoiar a candidatura da Colômbia, que concorre com o Japão e a sede conjunta entre Austrália e Nova Zelândia, que é a favorita.

Fontes: Agora é que são elas e Veja

Empreendedorismo Rosa
Taty Verri
Taty Verri Seguir

👩‍💻 Entusiasta da comunicação e tecnologia 🌎 Apaixonada por viagens 📸 Amante da fotografia e da música

Ler conteúdo completo
Indicados para você