[ editar artigo]

Empreendedorismo Digital – 6 passos para adaptar ou iniciar seu negócio no digital e sobreviver ao COVID-19

Empreendedorismo Digital – 6 passos para adaptar ou iniciar seu negócio no digital e sobreviver ao COVID-19

Em apenas uma semana com o COVID-19, presenciamos mudanças radicais no comportamento de consumidores e empresas. A partir de agora, as empresas se tornarão mais dependentes do que nunca de suas estratégias digitais. Em muitos casos, será o fator decisivo para que eles sobrevivam e consigam alavancar seus negócios em tempos de crise.

O desaparecimento quase total do atendimento ao vivo e as crescentes barreiras nos negócios cara a cara representam um enorme desafio. Empresas de pequeno e médio porte e profissionais autônomos são menos sofisticados em suas estratégias de crescimento digital. Normalmente, conquistam novos clientes por meio de referências boca a boca, e com a crise, a perda delas é um choque.

O digital está aí para derrubar todas as barreiras e ajudar a maior parte das empresas e profissionais autônomos.  Mas empresas - incluindo aquelas que talvez não tivessem uma página no Facebook antes - precisarão passar para campanhas de marketing digital, marketing de conteúdo, SEO e influenciadores. O fator chave aqui é a adaptabilidade.

Se for padrão no seu setor receber, sair ou encontrar clientes pessoalmente, adaptar pode significar a abertura de novos canais nas plataformas da Web ou de mídia social, onde é possível fazer apresentações e promover relacionamentos. Nos próximos meses, empresas estarão se voltando para os canais digitais e adotando a transformação.

Vi um aumento real nas últimas semanas de empresas e profissionais autônomos me procurando pois desejavam adaptar seus negócios para o digital e sobreviver ao COVID-19. Querem criar ou atualizar sites, lançar cursos online e criar campanhas de mídia social focadas em seus clientes e um foco real no uso de influenciadores e SEO para alcançar novos públicos.

Por isso, criei um passo a passo de como adaptar seu negócio para o digital e sobreviver ao COVID-19

1. Verifique seu mercado

Será preciso primeiramente analisar se seus produtos/serviços podem ser adaptados para o online. Se você é: profissional da saúde/bem-estar (professor de yoga, pilates, personal trainer, fisioterapeuta e etc.), profissional de cuidados pessoais (manicure/pedicure, cabeleireiro, maquiadora, esteticista em geral), profissional de alimentação (boleira, salgadeira, comida saudável, entre outros) e outros profissionais (advogado, consultor, design, entre outros), é possível fazer a adaptação. Na verdade existem muitas outras áreas possíveis, aqui dei apenas alguns exemplos.

2. Verifique suas personas

Persona é um método de levantamento de segmentação sobre quem você quer atingir no mercado. Como você já atua no mercado, fica mais fácil verificar se seus clientes físicos possuem o mesmo perfil de quem compra na internet. Basta você coletar 50% dos seus dados reais e 50% dos seus dados fictícios (possíveis clientes que comprariam de você) e dessa forma encontrar seu clientes ideal.

3. Verificar o problema que seu produto resolve

Aqui você precisar ver se o produto/serviço que você já vende ou vai vender realmente resolve o problema das suas personas. As pessoas só compram por 2 grandes motivos: resolver um problema ou satisfazer uma necessidade. E um bom produto precisa fazer muito bem umas dessas duas coisas.

4. Verificar a transformação que seu produto/serviço causa

Aqui você precisa deixar bem claro qual é a sua proposta de valor, ou seja, o que você realmente está entregando para as suas personas, qual o custo x benefício. As pessoas compram uma versão melhor delas e não o produto e por isso é tão importante falar de transformação.

5. Construir audiência na internet

Até esse momento, digamos que você fez um “mini planejamento”, ou seja, você já tem um overview do seu negócio, já entendeu quem é o seu mercado, seu público, o problema que seu produto/serviço resolve e a proposta de valor dele. Agora você precisa construir audiência, ficar conhecido no mundo digital. Como? Criando e distribuindo conteúdo. Faça um e-book, aulas gratuitas, lives, webinars, posts para o seu blog, feed de instagram e facebook, enfim, produza muito e o que puder gratuitamente!

6. É hora de lançar seu produto/serviço

Sim, chegou a hora de criar a sua oferta e colocar no ar! Aqui você vai precisar entender o básico de marketing digital: email marketing, anúncios (instagram, facebook, googles ads e etc), copywriting (como escrever textos que vendem), landing page (construir sua página de vendas), produzir vídeos, criar identidade visual, enfim, algumas coisinhas.

Mas não se desespere! Sei que é bastante informação, bastante conteúdo, mas muitas empresas por conta do COVID-19 estão disponibilizando seus cursos online sobre marketing digital de forma gratuita. Recomendo os cursos da RD University, Hubspot Academy e SparkStart by @herospark. Eu mesma estou à sua disposição para ajudar!

No dia 25/03/20, às 11h, vou fazer uma live pelo @valedopinhão sobre tudo que falamos aqui, e você vai poder entender melhor sobre empreendedorismo digital, tirar dúvidas, trocar ideias com outros participantes e se aprofundar no assunto.

Certamente, é verdade que as próximas semanas ou meses - ou por quanto tempo essa situação durar - será um momento desafiador para qualquer empresa e profissional autônomo em se “desconstruir” e entender que agora as coisas mudaram de cenário, mas que a oportunidade de salvar o seu negócio ou começar um outro está bem debaixo do seu nariz.

Mas entenda também que as mudanças para o marketing digital não serve apenas como um preenchimento de emergência, mas como algo que vai continuar fornecendo valor a longo prazo quando o mundo voltar ao normal. Pois isso tornaria as empresas mais resistentes a lidar com qualquer pandemia futura.

Empreendedorismo Rosa
Mery Lunelli
Mery Lunelli Seguir

Empreendedora, Mentora, Palestrante, Professora e Product Owner.

Ler conteúdo completo
Indicados para você