[ editar artigo]

Empreendedoras coloridas

Por Lênia Luz 

Em Maio de 2013, realizei um treinamento com uma grande parceira, Ligia Dutra, idealizadora da empresa Upa Lupa – a fantástica fábrica de startups. Durante o curso, consegui reencontrar emoções e fazer conexões internas que ajudaram a me validar como empreendedora.

Fonte da imagem: Pinterest

Em uma das atividades realizadas, recebi um feedback de uma colega, uma daquelas mulheres que é pura energia. Ela me disse o seguinte: ao me conhecer, e entrar em contato com o Empreendedorismo Rosa, percebeu que, para sermos mulheres de negócios, não precisamos perder nossa feminilidade. Ela me contou que, por muito tempo, deixou seu lado feminino de lado para se impor em seu trabalho. Mas, ao conviver comigo, percebeu que não precisaria se masculinizar para conquistar seus objetivos profissionais. Poderia continuar sendo mulher, rosa e todas as demais cores que quisesse.

Escolhi o nome de Empreendedorismo Rosa para o  blog não porque fosse fã da cor, mas por nos remeter ao feminino. Mesmo com toda a evolução, as mães ainda pensam em enxoval rosa para as meninas e azul para os meninos. Pois bem, hoje podemos usar todas as cores – eu mesma adoro o azul -, e não precisamos deixar o mundo branco e preto só porque nos tornamos mulheres de negócios. O rosa vem para fortalecer a ideia do feminino no mundo empreendedor.

O que tenho aprendido com o ROSA em minha vida:

  • Posso realizar o que quiser, sem perder minha essência feminina. Por que usar terninho preto, se tenho um arco-íris de cores para escolher? Leveza, cor e certeza formam uma boa tríade nas horas das decisões.
  • Não preciso ter uma voz grave e nem mesmo falar alto para me impor. Preciso, sim, ter firmeza nas minhas ideias e expô-las de maneira assertiva.
  • Devo me maquiar, me perfumar, me adornar com belas peças e subir em um salto alto (ou não), e mostrar ao meu parceiro/sócio/fornecedor que a beleza não é incompatível com a competência e o profissionalismo.
  • Empreender sem perder a feminilidade não significa ter menos sucesso em nossas ações. Significa que estamos deixando nossa marca de mulheres guerreiras e belas no mundo. Afinal, com tantas de nós assumindo novos empreendimentos e cargos de liderança, a nova geração que vem aí corre o risco de retroceder.

Portanto sejamos ALGUÉM e não ALGO. E tenhamos muito carinho por nossa essência feminina. Como disse Coco Chanel: “Quantos cuidados uma pessoa precisa tomar quando decide não ser algo, mas sim alguém?”.

Beijos ROSA PINK

 

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler conteúdo completo
Indicados para você