[ editar artigo]

Maternidade Empreendedora: E quando não se tem rede de apoio?

Maternidade Empreendedora: 
E quando não se tem rede de apoio?

No Empreendedorismo Rosa, tanto em ações presenciais, no online e nos posts, sempre falamos muito sobre a importância de ter uma rede de apoio. Que devemos construir e fortalecer essa rede sempre e que precisamos aprender a confiar e delegar responsabilidades e aquilo que não é essencial para que possamos nos dedicar ao que realmente é importante.

Contudo, a recém maternidade mostrou-me uma realidade dura, nua e crua: nem sempre uma rede de apoio disponível ou fácil de se manter.
Certo dia em um dos grupos de mães que participo, uma das integrantes desabafou sobre o fato de estar em um país distante, sem nenhum familiar por perto e amigos com culturas muito diferentes e ocupações intensas e diversas. Essa mãe havia deixado de lado seu negócio próprio e sentia-se completamente anulada por essa situação com a qual precisava lidar. Ela dizia: "É simplesmente impossível para mim ter rede de apoio". Coloquei-me na situação dela e na ânsia de querer ajudar, poderia ter sugerido mil e uma alternativas, porém, considerei que naquele momento, aquela mãe cansada e frustrada já havia pensado e repensado centenas de vezes sobre como melhorar sua situação e ao invés de palpitar a torta e a direita sobre a vida e escolhas dela, me resumi a mandar um abraço solidário, com minha compreensão e desejos de que as coisas pudessem se tornar mais leves para ela de alguma forma.

Uma outra situação em que a rede de apoio pode ser difícil na situação de maternidade é quando as pessoas próximas, com quem você planejava contar, mostram-se contrárias ao seu estilo de criação, desrespeitam suas escolhas, consideram que o jeito que criaram seus filhos é o mais correto e estão dispostas a te ajudar, porém com a condição de impor suas vontades e suas formas de fazer determinadas coisas. Neste caso, as mães se vêem numa situação extremamente difícil, pois gostariam de se sentir acolhidas em suas maneiras de maternar e ao mesmo tempo amparadas nos afazeres e cuidados com os filhos, e isso cai em meio a um vão de opiniões e julgamentos.

Para você, mãe ou empreendedora, que se encontrar em alguma dessas duas situações, aqui vão as únicas coisas que consigo dizer nesse momento com toda a empatia: mantenha-se forte. Encontre, quem sabe, uma única amiga, que te respeite e te compreenda. Seja para ser sua rede de apoio de uma pessoa só ou seja para te dar um ombro amigo quando precisar. Essa única presença em sua vida pode fazer muita diferença. E por último, mas o Mais importante, lembre-se de VOCÊ MESMA. Nunca perca a oportunidade de fazer um carinho a si própria, nem que seja algo mínimo, um banho mais demorado enquanto alguém cuida da sua cria, um café tomado ainda quente, um cochilo no meio da tarde.

Sinta meu abraço cheio de compaixão pelos desafios que a vida de mãe e de empreendedora nos trazem.

Empreendedorismo Rosa
Ler conteúdo completo
Indicados para você