[ editar artigo]

Aumentando a sua renda de forma inteligente

Aumentando a sua renda de forma inteligente

Idéias para conseguir uma renda extra, sem pegadinha

Vivemos tempos difíceis economicamente e nem sempre a nossa renda (advinda do nosso salário e/ou dos nossos negócios) consegue dar conta do recado...nessas horas precisamos deixar o desespero de lado, respirar fundo e pensar em alternativas para conseguir um respiro financeiro antes de apelar para empréstimos ou parcelamentos no cartão de crédito (que aliás, são uma forma de empréstimo).

Antes de sair por aí correndo atirando para tudo quanto é lado, meu primeiro conselho para você é responder as seguintes perguntas (nessa ordem):

  1. Quanto tempo você consegue dispor para ir atrás dessa renda extra?
  2. Que competências, habilidades, talentos você tem que podem ser monetizados, ou em outras palavras, transformados em renda?

A resposta à primeira pergunta vai lhe dar uma noção realista do tempo que você consegue disponibilizar para essa empreitada...do contrário, você vai se afundar de trabalhar durante a madrugada e vai prejudicar a sua fonte principal de renda...não deixe isso acontecer!

Já a resposta à segunda pergunta vai lhe proporcionar caminhos para você começar a trilhar...pode ser usar seus talentos culinários, fotográficos, artesanais, de organização, de idiomas e por aí vai...

Bom, mas você pode me dizer que está com tempo apertado e que não enxerga nesse momento nenhum talento seu para monetizar, não se preocupe! Ainda existem algumas ações simples e pontuais que você pode fazer...

  1. CPF na nota: por mais que os valores nem sempre sejam significativos, dinheiro é dinheiro! Você pode receber parte dos impostos que você pagou...faça uso deste direito. Além disso, a maioria dos estados/cidades que possuem esses programas, oferecem sorteios, aumentando sua chance de ganhar.
  2. Venda de garagem: você já avaliou se usa completamente todos os bens que você tem? Posso garantir que você não usa 100% do seu guarda-roupa, eletrônicos, livros, louças. Por que não então vender o que não usa por um preço acessível e ter o dinheiro em mãos? Você pode abrir a sua casa a amigos, vender entre vizinhos de prédio/condomínio, ou negociar com sebos e brechós. Nessa hora o desapego é essencial e vai valer a pena!

Não precisamos adentrar nem em pegadinhas, esquemas duvidosos ou empréstimos para termos uma renda a mais para melhorar nossa saúde financeira.

Avalie seus recursos de tempo, talento e bens e faça o melhor uso deles!

Empreendedorismo Rosa
Ler conteúdo completo
Indicados para você